A Influência Das Aulas De Educação Física Diária Para Os Portadores De Obesidade Infantil

O objetivo do estudo inicial foi verificar o percentual de escolares com sobrepeso, com a faixa etária de 9 a 15 anos, matriculados no segundo ano do segundo ciclo do Centro de Atenção Integral a Crianças (CAIC) Paulo Darcoso Filho, rede pública da cidade de Seropédica, Rio de Janeiro, situado no campus da UFRRJ. A amostra constitui-se de 53 alunos, sendo 27 meninas e 26 meninos. Foi utilizado para medir a massa corporal (IMC): balança da marca Filisola e para medir a estatura, fita métrica graduada em centímetros e décimos de centímetros (escala de parede) para a medida de estatura.O estudo revelou que 22,64% dos testados se encontravam acima do peso. Deste resultado, constatou-se que 66,7 % do total da amostra são do sexo feminino e 33,3% do sexo masculino. Verificou-se que o número de crianças abaixo do peso está em menor escala, tanto para a escola quanto para os padrões brasileiros, encontrando-se apenas 3,77% do total. As prevalências crianças acima do peso foram elevadas nesse grupo de escolares, provenientes em sua maioria de famílias de classe socioeconômica baixa. Cabe aos professores de Educação Física estarem atentos para a crescente prevalência da obesidade infantil, a fim de atuar na prevenção e auxiliar na redução deste quadro, através de atividades físicas diárias.

Veja texto completo em anexo.