São Paulo, Paraná E Distrito Federal Grandes Destaques Do Brasileiro Escolar

O III Campeonato Brasileiro Escolar de Natação chegou ao final na noite deste sábado,4 e apresentou os grandes vencedores. No masculino por seleções, os estados de Paraná, São Paulo e Santa Catarina, foram campeão, vice e terceiro colocado respectivamente. No Feminino, além de São Paulo e Paraná, primeiro e segundo lugares, Distrito Federal ficou com a terceira colocação.

Na competição por escolas no feminino, o título de campeão ficou com o Colégio Amorim Tatuapé – SP. O Salesiano – BA foi o segundo colocado enquanto o Instituto Dom Fernando Gomes, de Sergipe, ficou com a terceira colocação. No masculino, o Colégio Santa Cecília de São Paulo foi o campeão. Medalha de prata para o Salesiano-BA e a exemplo do feminino, Sergipe ficou com a terceira colocação com o Colégio Bom Pastor. 

Promovida pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Federação Aquática de Sergipe (FASE) e Federação Sergipana de Desporto Escolar (FSDE), a competição que reuniu mais de 150 atletas, com a participação de 16 estados da federação, contou com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e da Juventude (Seel) e Secretaria Municipal de Esporte e Juventude (Sejesp).

O Brasileiro Escolar de Natação serviu como seletiva nacional, para a formação das seleções brasileira que representarão o país em três eventos internacionais: o Mundial Escolar, em Budapeste, na Hungria, os Jogos da International Sports Federation for Catholic Schools (FISEC), na Itália e o Pan-americano Escolar, que possivelmente será realizado em Aracaju. 

Nos próximos, dias a CBDE estará divulgando a relação completa dos atletas selecionados para os três eventos internacionais. As relações serão determinadas pelo melhor índice técnico, obtido pelos atletas selecionados.

Avaliação - Não só o presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, mas o professor Alexandre Pussieldi, especialista em natação e convidado especial da CBDE, para prestigiar o evento, destacou o alto nível técnico da competição. “Creio que independente das seleções que forem formadas, o Brasil estará muito bem representado. Estamos vendo aqui o fortalecimento do esporte escolar, que estava um pouco ofuscado. Nossas principais competições sempre foram de clubes e a CBDE abriu uma outra perspectiva, gerou uma outra oportunidade com o desenvolvimento do esporte nas escolas” avaliou o professor Pussieldi. 

Além dos destaques por seleção e escola quando obteve a terceira colocação no feminino, Sergipe teve ainda um destaque individual na competição. O jovem Márcio Santos, aluno do Colégio Graccho, conquistou duas medalhas de ouros, uma nos 50m livre e outra nos 50m borboleta e uma prata, nos 100m borboleta. 

Márcio ficou eufórico com as conquistas e destacou sua satisfação com o próprio desempenho. “Era tudo o que eu esperava. Meus resultados refletem o treinamento dura a que sou submetido diariamente. Treino duro desde o início do ano e estou muito feliz com o que consegui”, comemorou o jovem nadador.


CBDE

Notícias

Foto: divulgação