Comitê Paralímpico Brasileiro Elege Melhores Atletas Do Ano

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou os melhores atletas do ano nas 22 modalidades que compuseram os Jogos Paralímpicos. O destaque vai para o nadador Daniel Dias, dono de nove medalhas no Rio 2016 pela classe S5 (quatro ouros, três pratas e dois bronzes).

Com os pódios, Daniel tornou-se o maior nadador paralímpico da história. A grande temporada também lhe rendeu o prêmio Laureus de Melhor Esportista com Deficiência. O atleta sofre de uma má formação congênita nos membros superiores e perna direita.

No atletismo, Petrúcio Ferreira levou a premiação. O paraibano de São José do Brejo do Cruz, que tem apenas dois anos de carreira no esporte paraolímpico, levou a medalha de ouro nos 100m rasos da classe T47 e a prata nos 400m e no revezamento 4x100m nos Jogos do Rio.

No futebol de 5, modalidade na qual o Brasil tem amplo domínio desde Atenas 2004, o ala Jefinho levou a premiação. Além da medalha de ouro no Rio, o baiano que perdeu a visão aos nove anos de idade conquistou a Copa Brasil de futebol de 5 pelo seu clube, o Instituto de Cegos da Bahia (ICB), marcando os dois gols da vitória na decisão.

Outros destaques vão para Lauro Chaman (ciclismo), Evânio Rodrigues (halterofilismo) e Caio Ribeiro (canoagem), que ajudaram o Brasil a conquistar suas primeiras medalhas nas respectivas modalidades.

Gazeta Esportiva

Foto: Divulgação