Estudo Sobre A Resistência No Futebol: Densidade Das Ações De Jogo Na Categoria Infantil (14/15 Anos)

O presente estudo analisou a densidade/intervalo entre as ações e deslocamentos durante partidas de futebol da categoria infantil. Através de filmagem e cronometragem buscou-se, um referencial sobre a duração dos intervalos no futebol, visando orientar a densidade da aplicação das cargas durante os treinamentos. Foram analisados cinco atletas, durante três partidas e, calculadas as médias dos intervalos entre as ações/deslocamentos, consideradas as diferentes posições (zagueiro, lateral, volante, meio campista, atacante). Os resultados indicaram diferenças não só na densidade dos estímulos, mas na característica fisiológica e metabólica das solicitações entre os atletas das diferentes posições. A menor densidade (maior intervalo) foi encontrada entre as ações motoras e deslocamentos do atacante, enquanto que a maior densidade (menor intervalo) foi encontrada nas ações e deslocamentos do meio-campista. Constatou-se ainda, que a densidade da carga controlada pelas pausas apresentou uma grande amplitude de variação; tal observação nos remete para a possível incoerência de adoção de “pausas regulamentadas” durante o processo de treinamento de futebol, modalidade classificada como complexa que apresenta como uma de suas características tempo de esforço e pausa de recuperação “não regulamentadas”.

Veja texto completo em anexo.