Por Que é Tão Difícil Se Tornar Faixa Preta De Jiu-jitsu?

O Jiu-Jitsu, como a grande maioria das artes marciais possui graduações. Isso é feito através de uma faixa colorida amarrada na cintura. Além disso, existem os graus, quem são como um termômetro, onde o professor vai avaliando seu atleta, até mudá-lo de graduação.

Diferentemente de todas as artes marciais que utilizam faixas como demonstrativo de graduação, o Jiu-Jitsu possui apenas 4 faixas, antes de atingir a Faixa Preta. No Karatê, por exemplo, temos 8 Faixas. No Judô, temos 9 Faixas. No Jiu-Jitsu é diferente. Primeiramente começamos com a Faixa Branca, depois mudamos para a Faixa Azul, depois para a Faixa Roxa, depois para a Faixa Marrom e então, a tão sonhada Faixa Preta.

Engana-se aquele que, por serem poucas as faixas, é mais fácil atingir este objetivo. A CBJJ (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu) estipulou prazos mínimos para cada graduação. Da Faixa Branca para a Azul, o atleta dever no mínimo 1 ano de pratica da arte marcial. Da Faixa azul para a Faixa Roxa, 2 anos. Da Roxa para a Marrom, 1 ano e meio. Da Marrom para a Preta 1 ano e meio também. 

Normalmente esse prazo minimo não é cumprido e os professores seguram um pouco mais os seus alunos, conforme sua avaliação de presença, nível, respeito etc. Mas também existem atletas que já nasceram com o Jiu-Jitsu no sangue, e a graduação vem a galope. Sambem pratiquei Judô na infancia e em 6 meses eu prestei exame para a faixa Cinza. Ao longo do meu primeiro ano  e meio praticando Judô, eu fui graduado Faixa Azul. Ou seja, duas graduações em um intervalo de tempo onde muitos no Jiu-Jitsu ainda não teriam saído da Faixa Branca.

Ao longo dos meus 15 anos de prática (Dentre idas e vindas), fui graduado Faixa Marrom. Mas já observei muitos atletas que começam a treinar e desistem, pois não aguentam ficar tanto tempo na espera. Isso é refletido em vários segmentos da vida. Quem não busca uma promoção no trabalho? Assim como também já vi atletas que treinavam muito bem, e quando alcançaram a Faixa Azul, pouco depois  pararam por não ter paciência para estabelecer o tempo minimo para a mudança para a Faixa Roxa.

Certa vez ouvi uma frase, que achei engraçada, mas concordo plenamente. “O Jiu-Jitsu é para todos, mas a Faixa Preta não!”. Cada Professor tem seu método de graduação. Alguns fazem exames, outros avaliam pelos resultados em campeonatos, pela evolução na academia e pela presença. Muitos desistem pelo caminho. Eu mesmo já levei vários amigos e parentes para treinar e hoje conto nos dedos os que permaneceram.

O grande X da questão da graduação no Jiu-Jitsu é a paciência. O Professor sabe melhor do que ninguém quando você estará pronto para um novo desafio, uma nova caminhada. É melhor ser um bom Faixa Branca, que da trabalho e até finaliza os Faixas Azuis, do que ser um Faixa Azul que toma amasso de Faixa Branca. Isso não é Lei, mas pode acontecer e não é feio. Mas nem todos aceitam perder. Confie no seu professor em relação a sua graduação. Ele não te levará a um passo maior do que suas pernas podem dar.

Que o seu Jiu-Jitsu seja maior do que a cor da sua Faixa.

Vou ficando por aqui! Oss!


MMAPREMIUM

Bruno Carvalho

Foto: divulgação