Até Onde Vai O Limite Do Corpo De Um Ironman?

Na semana do "maior triathlon do mundo", o IRONMAN do Havaí, nos deparamos com a ausência de um super campeão da prova Tim DeBoom, que por problemas com uma lesão na perna não esteve presente para a largada. Isto nos leva a refletir sobre os limites de treinamento de uma pessoa que se submete a provas como o IRONMAN. Por mais que tenha experiência na aplicação do treinamento ou que se pesquise sobre o assunto ainda são desconhecidos os limites do corpo humano.

Neste sentido, devemos nos atentar a estruturação correta do treinamento, com períodos adequados de recuperação entre as sessões de treino além de metodologias adequadas durante esse período de recuperação. Os principais métodos para uma boa restauração corporal são simples, mas muitas vezes os atletas não se atentam para eles, ou mesmo num pequeno deslize, podem perder treinos ou até mesmo uma competição importante. 

Alimentar-se bem e em curtos períodos, ter boas e prolongadas noites de sono e se atentar para a carga adequada para cada treinamento, parecem ser recursos bem simples e de fácil execução. Esses são alguns métodos para evitar algumas sensações indesejadas durante o treinamento, como aquela dorzinha que nunca passa ou mesmo aquela sensação de cansaço que dura à semana inteira.

Quando se pensa em treinamento para IRONMAN a recuperação tem um papel primordial, já que os meses que o antecede parecem mais cansativos e desgastantes do que a própria prova, o que denota a importância de uma boa recuperação neste período para conseguir uma boa adaptação e o sucesso na prova. Algumas pesquisas têm demonstrado que quanto maior a prova que você irá competir maior deve ser o período de descanso antes dela, chamado por alguns de período de polimento e por outros de taper. 

Esse "polimento" que se faz antes da prova serve para a restauração corporal dos atletas que se desgastaram muito em seus treinamentos e pode durar de 1 dia até mais de 30 dias. Muitas pessoas erram neste descanso pré-prova, pois continuam fazendo altas cargas de treinamento, ultrapassando os limites de seus corpos, o que pode levá-lo a competir muito cansado ou até mesmo se lesionar a poucas semanas da prova o impedindo de competir. 

Numa perspectiva clássica do treinamento de IRONMAN, 30 dias antes da prova já começamos a diminuir a carga aplicada buscando uma boa recuperação para que o atleta chegue a prova descansado e em plena forma e disposição para o sucesso. Vale destacar que aqueles treinos longos neste período não são tão bem vindos como era na sua preparação, mesmo que sejam feitos para dar confiança, prática muito utilizada por alguns atletas.


TREINO ON LINE

Prof. Gerson Leite

Foto: divulgação