Flanagan é 1ª Dos Eua A Vencer Maratona De Nova York Após 40 Anos

Uma corredora norte-americana venceu pela primeira vez a etapa feminina da Maratona de Nova York em 40 anos de disputa da prova. Shalane Flanagan, de 36 anos, cruzou a fita em primeiro lugar com o tempo de 2h26min53s. A vencedora chegou com 1min01s de vantagem sobre a segunda colocada, a queniana Kenyan Mary Keitany, que buscava a quarta vitória consecutiva na corrida.

Com isso, Shalane Flanagan – medalhista de prata nos 10.000 metros nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008 – foi a primeira concorrente da casa desde 1977 a cruzar na frente a linha de chegada. A última ganhadora local havia sido Miki Gorman, que se sagrava bicampeã há quatro décadas.

O pódio da prova feminina foi completada por Mary Keitany e a etíope naturalizada norte-americana Mamitu Daska. Adriana Aparecida da Silva foi a melhor brasileira, terminando a prova na 17.ª colocação ao estabelecer marca de 2min37s22.

A fundista norte-americana deixou Mary Keitany para trás a 5 quilômetros da chegada para somar a sua primeira vitória no “World Marathon Majors”, o circuito que reúne as seis grandes provas da categoria no mundo. O melhor resultado de Shalane Flanagan na Maratona de Nova York havia sido um segundo lugar em 2010.

Entre os homens, dobradinha do Quênia. Geoffrey Kamworor venceu com o tempo de 2h10min53s, levando a melhor sobre Wilson Kipsang, que cruzou a linha de chegada três segundos atrás. O etíope Lelisa Desisa foi o terceiro colocado, com o tempo de 2min11s32s.

Esta é a primeira vitória de Geoffrey Kamworor em uma maratona. O queniano é figura conhecida no mundo do atletismo depois de terminar em segundo lugar a Maratona de Nova York em 2015.

A Maratona de Nova York foi disputada neste ano sob intenso esquema de segurança, com aumento nos bloqueios e aparatos nunca utilizados em eventos como este na cidade, depois de um ataque terrorista realizado na última terça-feira. Sayfullo Saipov, imigrante usbeque de 29 anos que chegou aos Estados Unidos em março de 2010, atropelou dezenas de pessoas em uma ciclovia e matou oito delas, sendo quatro com nacionalidade argentina.


ISTO É

Esportes

Foto: divulgação