Espanha Pode Ficar De Fora Da Copa Do Mundo E Das Olimpíadas

A briga entre a FIBA e a Euroliga pode acabar refletindo de forma severa na seleção espanhola. De acordo com o chefe da FIBA, Patrick Baumann, afirmou em entrevista à agência de notícias espanhola EFE que existe um forte risco de que a seleção espanhola não seja capaz de se classificar para a Copa do Mundo de 2019 na China e para os Jogos Olímpicos de 2020 no Japão.

Baumann ressaltou o crescimento de países como a própria Espanha e a Argentina no cenário internacional nas últimas décadas e o desenvolvimento do basquete de seleções como um todo. Entretanto ele afirmou que a FIBA precisou agir para mudar o sistema do basquete, já que os mesmos países passaram a dominar o cenário mundial. "Depois dos Jogos de Barcelona de 1992, tivemos um movimento de globalização muito forte, o basquete cresceu muito até meados da década de 2000, e vimos que as equipes da NBA estavam começando a se aproximar. 

Vimos o campeonato mundial da equipe espanhola (2006), campeonato olímpico da Argentina (2004). Houve um momento de mudança. Mas depois disso, vimos que as mesmas equipes nacionais estavam sempre no topo. Isso foi bom para eles, mas não tão bom para as outras equipes que não têm a oportunidade para chegar ao topo. Então, tivemos que dar um pouco de "choque eletrônico" ao sistema do basquete com esta nova programação ", disse Baumann.

Falando sobre a Euroliga, que não quer liberar os jogadores de suas equipes para as seleções nacionais, Baumann criticou a entidade e afirmou não entender os motivos da decisão. "Não entendo o comportamento da Euroliga. A Euroliga, obviamente, sequestrou equipes nacionais e o basquete europeu. E agora, atacar as equipes nacionais é muito grave, isso afeta a todos, e eles também. Ele tem um enorme impacto na família europeia de basquete”, afirmou o dirigente.

Para ele uma das principais afetadas é a espanhola, que teriam os seus jogadores impedidos de disputar as eliminatórias para a Copa do Mundo, daí o risco de o país perder os dois maiores eventos do basquete de seleções. “Ao mesmo tempo, o primeiro país que é diretamente afetado é a Espanha, depois de ter tido tantos sucessos, a consequência é que, no final, o risco de a Espanha não estar na Copa do Mundo da China em 2019 ou nos Jogos Olímpicos em Tóquio 2020 é muito grande. Hoje é muito grande”, assegurou Baumann.


SURTO OLÍMPICO

Esporte

Foto: Reuters