Campanha Da Coca-cola Para Selecionar Condutores Da Tocha Olímpica Rio 2016 Entra Em Sua Fase Final

A campanha nacional da Coca-Cola para selecionar condutores para o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 está entrando em sua fase final. No próximo dia 25 de outubro, a marca, patrocinadora mais antiga dos Jogos Olímpicos, desde Amsterdam 1928, encerra o seu processo para escolher cerca de 1.100 pessoas de todo o país que terão a oportunidade única de conduzir o ícone Olímpico a partir de maio de 2016.

 Para selecionar os seus condutores, a Coca-Cola criou o conceito #IssoÉOuro como uma forma de reconhecer qualquer pessoa que use o movimento para construir histórias genuínas e inspiradoras, seja através de atividades físicas, esporte ou dança. 

 “Acreditamos que o ouro não está somente com o campeão no lugar mais alto do pódio. Ele está em qualquer pessoa que tenha uma atitude positiva, espontânea, inclusiva e que viva uma vida ativa. É isso que pretendemos mostrar ao mundo com os Jogos Olímpicos. O compromisso da Coca-Cola com o evento é o de promover um estilo de vida mais ativo e saudável no país. A nossa campanha de seleção não é uma promoção, não é preciso adquirir nenhum produto para ser condutor da Tocha Olímpica. Basta ter uma história inspiradora, que se encaixe dentro do conceito “Isso é Ouro”. E acreditamos que nada melhor do que o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 para inspirar histórias de ouro, conectar as pessoas e ajudar a espalhar essa emoção antes do início da maior festa do esporte.”, diz Flavio Camelier, vice-presidente da Coca-Cola Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

O candidato, residente e domiciliado no Brasil, que for “Ouro” e desejar ser selecionado para conduzir a Tocha Olímpica, precisa acessar o site www.cocacola.com.br e apresentar, via texto, foto ou vídeo, a sua história onde o movimento fez a diferença.  O processo de seleção acontece até o dia 25 de outubro, quando a marca indica os seus candidatos para a avaliação do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O processo de escolha dos condutores não é uma promoção e não está atrelado a nenhuma venda ou troca de produtos do portfolio da Coca-Cola. Por regras do Revezamento da Tocha, menores de 12 anos não podem ser selecionados.

 Além do processo pelo site, os demais condutores Coca-Cola da Tocha Olímpica serão escolhidos pela marca em projetos como Jogos Escolares da Juventude, maior competição mundial de esportes em nível escolar, reunindo 2 milhões de jovens de 12 a 17 anos; Paraolimpíadas Escolares, maior evento escolar do mundo com pessoas com deficiência; Festival das Escolas, projeto que mobiliza escolas de todo o Brasil com atividades físicas, manifestação artística e conteúdos pedagógicos; Prêmio Professor do Brasil, iniciativa do Ministério da Educação que reconhece, divulga e premia o trabalho de professores de escolas públicas que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos em sala de aula; além de ações que envolvam o Sistema Coca-Cola Brasil.

 Coca-Cola e os Jogos Olímpicos

 A Coca-Cola é a mais antiga patrocinadora dos Jogos Olímpicos, participando desde Amsterdam 1928. Em todas as edições realizadas desde então, sempre esteve ao lado do Comitê Olímpico Internacional (COI) no esforço de promover a disseminação do espírito Olímpico, auxiliar na formação de atletas e contribuir para o desenvolvimento do esporte em todo o mundo. 

 A parceria da Coca-Cola com o Revezamento da Tocha Olímpica também é de longa data. Os Jogos Olímpicos Rio 2016 representam a 11ª participação da marca em um revezamento, incluindo os Jogos Olímpicos de Verão e de Inverno. A primeira atuação aconteceu em Barcelona 1992. Na ocasião, a Coca-Cola foi parceira na implementação do primeiro Programa Internacional de Condutores, quando proporcionou que pessoas de outros países, inclusive o Brasil, pudessem conduzir a Chama Olímpica ao lado de condutores do país anfitrião dos Jogos.

 A Coca-Cola é também uma das patrocinadoras do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e, desde 2012, patrocina os Jogos Escolares da Juventude, maior competição de esportes olímpicos do mundo em nível escolar.