Brasil Fecha Pan De Ginástica Artística De Especialistas Com Cinco Medalhas

O Brasil fechou o Pan-Americano de Ginástica Artística de Especialistas, realizado em Lima, no Peru, com cinco medalhas. Esta foi uma das primeiras competições internacionais do novo ciclo olímpico e o País contou com a presença de quatro ginastas: Arthur Zanetti, Caio Souza e Jared Azzarini no masculino; e Carolyne Pedro no feminino.

No segundo dia das finais, Caio Souza subiu ao lugar mais alto do pódio nas paralelas ao somar 14,500. O argentino Osvaldo Martínez foi o segundo colocado (13,767) e o dominicano Audrys Nin Reyes, o terceiro (13,433). Na barra fixa, Caio garantiu o bronze com 13,767. Audrys Nin Reyes fez 13,933 e ficou com o ouro. Kevin Cerda, do México, foi medalha de prata (13,800).

Mesmo sem subir ao pódio, Jared Azzarini também obteve boas colocações. Ele participou de três finais e foi quarto colocado nas paralelas (13,000), quarto na barra fixa (13,233) e sexto no salto (13,633/13,657).

Já pelo feminino, Carolyne Pedro conquistou o bronze na trave, com 12,633. A medalha de ouro foi para a canadense Sophie Marois, com 13,167, e Agustina Pisos, da Argentina, ficou com a prata, com 12,700. A ginasta ainda ficou na quinta colocação no solo (11,733).

No primeiro dia das finais, Caio Souza já havia conquistado duas medalhas de prata – no cavalo com alças e argolas.

Campeão olímpico das argolas, Arthur Zanetti foi poupado e só competiu no solo, sem avançar à decisão. Dois ginastas classificados para o Pan por aparelhos foram desfalques para o Brasil. Flávia Saraiva está com uma lesão nas costas e foi poupada de olho no Mundial de Montreal, no Canadá. Péricles Silva pediu dispensa porque vai se tornar pai.


ISTO É

Ginástica

Foto: divulgação