Evento-teste De Ginástica Artística 2016

O Brasil venceu com propriedade o evento-teste da ginástica artística e obteve a vaga olímpica por equipes para os Jogos Rio 2016 no domingo, na Arena Olímpica do Rio.

As brasileiras somaram 226.986 pontos nas notas para ficar com a medalha de ouro, com direito a melhor nota entre todos os países participantes no salto, trave e solo. O único aparelho em que o Brasil não teve a maior pontuação foi nas assimétricas, em que as brasileiras terminaram com a quarta posição geral.

A segunda colocação ficou com a Alemanha, que se impôs nas assimétricas ao somar 58.648, dois pontos a mais do que a França, segunda colocada no aparelho. Na soma final as alemãs conseguiram 223.977 pontos para garantirem lugar no Rio.

As outras classificadas foram Bélgica e França, que tiveram pontuações seguras e figuraram na terceira e quarta posições, respectivamente. As belgas tiveram como melhor aparelho a trave e somara um total de 221.438 pontos ao final da competição. Já a França se deu melhor nas assimétricas e ficou com uma pontuação geral de 220.869.

A ausência mais sentida nos Jogos Olímpicos será a da Romênia. Sem Larisa Iordache, contundida, a equipe do país ficou apenas na sétima posição, após somar apenas 50.599 nas assimétricas. O país subia em todos os pódios olímpicos por equipes no feminino desde Montreal 1976. Iordache ainda poderá ser chamada para ocupar a única vaga do país no individual geral dos Jogos Olímpicos.

Entre as pontuações individual, a suíça Giulia Steingruber teve a melhor nota geral, com a soma de 57.607. A brasileira Flávia Saraiva veio em seguida, com 56.882. A alemã Tabea Alt fechou as três primeiras colocadas com 55.998. Outras brasileiras com destaque foram Jade Barbosa, 5ª colocada, e Lorrane Oliveira, 7ª.

O Brasil também colocou atletas nas finais de todos os aparelhos: Daniele Hypólito (salto e solo), Rebeca Andrade (assimétricas), Flávia Saraiva (trave e solo) e Jade Barbosa (trave). As finais ocorrem nesta segunda, confira os horários: 

13h10 - Solo masculino e salto feminino

14h25 - Cavalo com alças e barras assimétricas 

17h10 - Argolas 

18h - Salto masculino

18h40 - Trave

20h30 - Barras paralelas, barra fixa e solo feminino

Surto Olímpico

Foto: divulgação