Com Jorge Zarif Líder, Brasil Leva Seis Barcos às Medal Races Em Miami

No primeiro grande teste do ano, a equipe olímpica do Brasil mostrou que está no caminho certo para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Nesta sexta-feira, a delegação verde-amarela colocou seis barcos nas medal races das dez classes olímpicas na etapa da Copa do Mundo de Miami. O destaque verde-amarelo foi Jorge Zarif, que foi à regata decisiva, que acontecerá neste sábado, na liderança da classe Finn. Robert Scheidt, na classe Laser, e a dupla Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, ficaram na vice-liderança. Na 49erFx, Martine Grael e Kahena Kunze não tiveram uma grande sexta, mas avançar em quinto lugar, mesma posição de Patrícia Freitas, na RS:X feminina. Ricardo Winicki, o Bimba, da RS:X masculina, passou com a sétima colocação.

Campeão mundial em 2013, Jorge Zarif cresceu no decorrer das oito regatas da classe Finn. Ele perdeu 34 pontos e ficou com dois de vantagem para o dinamarquês Jonas Hogh-Christesen, atual vice-campeão olímpico. O americano Caleb Paine foi o terceiro, com 40 pontos perdidos, seguido pelo australiano Jake Lilley (43 pontos). Vale lembrar que os pontos são dobrados na medal race. Por isso, Jorginho garante uma posição no pódio com a quinta colocação entre os 10 barcos da flotilha.

Robert Scheidt também teve recuperação durante as dez regatas da classe Laser e até venceu a última, nesta sexta. Dono de cinco medalhas dos Jogos, o bicampeão olímpico ficou a um ponto do francês Jean Baptiste Bernaz. O holandês Rutger van Schaardenburg ficou em terceiro (51 pontos), seguido pelo neozelandês Sam Meech (63 pontos). Scheidt só não leva medalha se for o último colocado, o neozelandês o primeiro e o holandês pelo menos sétimo. Bruno Fontes foi o 12º.

Bronze nos Jogos de Pequim 2008 ao lado de Isabel Swan, Fernanda Oliveira e sua parceira Ana Barbachan brigaram pelas primeiras colocações desde o início das dez regatas da classe 470 feminina. Com 28 pontos perdidos, elas ficaram a quatro pontos das austríacas Lara Vadlau e Jolanta Ogar, atuais bicampeãs mundiais. Para levar o ouro, as brasileiras precisam fechar a medal race pelo menos duas posições à frente das rivais. As chinesas Shasha Chen e Haiyan Gao também estão na briga, com 29 pontos. Uma quinta colocação entre os 10 barcos da flotilha garante a dupla brasileira no pódio independentemente dos resultados das adversárias.

Campeãs mundiais em 2014 e vice no ano passado da classe 49erFx, Martine Grael e Kahena Kunze não foram muito bem nesta sexta-feira. Na primeira regata do dia, elas ficaram com a oitava colocação entre 34 barcos. Na segunda, elas terminaram apenas na 20ª posição, e na última, a dupla esperança brasileira de medalha olímpica no Rio 2016 obteve a modesta 35ª posição. Assim, elas caíram na classificação e passaram em quinto lugar para a medal race, com 149 pontos, distante da líder, a dupla da Nova Zelândia formada por Maloney e Meech.

Bicampeã pan-americana, Patrícia Freitas brigou pelas primeiras posições na RS:X feminina, mas perdeu força na reta final das 10 regatas e ficou na quinta posição. Com 65 pontos perdidos, ela ficou a dez pontos da terceira colocada, a chinesa Peina Chen, e precisa ficar pelo menos cinco posições à frente da asiática na medal race para ter uma chance de ser bronze, além de ficar pelo menos duas posições à frente da italiana Flávia Tartaglini. Patrícia não alcança mais a britânica Bryony Shaw (28 pontos) ou a holandesa Lilian De Geus (39 pontos). Bruna Martinelli foi a 20ª.

Tetracampeão pan-americano da prancha à vela, Ricardo Winicki foi à medal race na sétima posição, com 104 pontos perdidos, e só pode subir uma posição. A briga de Bimba é com o polonês Przemyslaw Miarczynski, com 92 pontos perdidos. Gabriel bastos foi o 30º.

Na classe 470 masculina, Henrique Haddad e Bruno Amorim fecharam na 12ª colocação. Na Nacra 17, João Siemsen Bulhões e Gabriela de Sá ficaram em 22º e a dupla Samuel Albrecht e Isabel Swan foi a 34ª. Na Laser Radial, as três brasileiras ficaram longe da medal race: Fernanda Decnop (21ª), Odile Ginaid (25ª) e Gabriella Kidd (54ª). Na 49er, a dupla Marco Grael e Gabriel Borges tiveram problemas e só participaram das tr~es últimas regatas, inclusive vencendo uma delas.