Conheça Um Pouco Das Novas Modalidades Olímpicas Para 2020

Dentre as novas modalidades que entrarão no programa olímpico de Tóquio 2020, três são novidade. E para ajudar quem desconhece como são o basquete 3x3, o ciclismo BMX Freestyle e o ciclismo - pista madison, o Surto explica as regras de cada modalidade:

Basquete 3x3: A FIBA (Federação internacional de basquete) depois de muita resistência, fez regras e campeonato para o famoso basquete de rua, que é muito popular nos Estados Unidos e o renomeou de Basquete 3x3. Disputado em meia quadra, com apenas 3 integrante por time e um reserva, o basquete 3x3 não permite técnicos, nem orientações vindas da arquibancada, apenas os jogadores podem orientar a si mesmos na partida.

A pontuação é dividida entre um ponto por cada cesta feita dentro da linha do arco, e dois pontos quando feito fora da linha do arco. Nos lances livres, assim como basquete tradicional, cada cesta vale um ponto. O jogo dura 10 minutos ou quem fizer 21 pontos primeiro. Em empate durante os dez minutos, é disputada uma prorrogação em que marcar dois pontos primeiro ganha a partida.

Quem faz a cesta tem direito a sair a bola no lance seguinte e quando o time que estiver na defesa pegar o rebote ou roubar a bola, tem que voltar a bola para atrás da linha do arco para poder começar seu ataque. O ataque terá que será feito em 12 segundos, metade do tempo permitido no basquete tradicional.

As forças no basquete 3x3 são a Sérvia (bicampeã mundial), Estados Unidos, Espanha, Catar e Eslovênia no masculino enquanto no feminino, Estados Unidos, República Tcheca, Ucrânia e Espanha se destacam. O Brasil só disputou os mundiais de 2012 e 2014 tendo como melhor colocação um 19º lugar em 2014. Como consolo, o Brasil é o atual vice campeão mundial na categoria sub-18, o que mostra que vem uma boa geração no basquete 3x3, talvez para 2024.

O Brasil não disputará o mundial de 3x3 de 2017 por estar suspenso das competições de basquete pela Fiba.

Ciclismo - pista Madison: a prova Madison- que tem o nome inspirado no complexo do Madison Square Garden e em muitos países da Europa é chamado de 'corrida americana' - envolve uma dupla de atletas, que de forma sincrônica, deve realizar um percurso de 50 quilômetros revezando entre si a cada três ou no máximo quatro voltas. Um deles fica descansando na parte superior do velódromo, enquanto o outro deve atingir velocidade e ritmo na parte baixa da pista. Depois, eles são trocados, sendo essa troca de posição caracterizada com um simples toque no ciclista companheiro.

A cada vinte voltas a dupla pontua. São atribuídos cinco pontos ao primeiro colocado, três ao segundo, dois ao terceiro e um ponto ao quarto. No fim vence quem conseguir mais pontos no maior número de voltas possível. O Madison permite apenas que no máximo 18 duplas participem da prova.

A prova Madison foi uma modalidade olímpica, apenas no masculino, nos jogos de 2000,2004 e 2008, com a Austrália sendo campeã olímpica em 2004 e 2004 e a Argentina sendo campeã em 2008.  Em campeonatos mundiais, a França é a maior vencedora, seguida de Espanha e Grã Bretanha. O Madison feminino estreou em mundiais em 2017 a Bélgica levando o título mundial, seguido de Grã Bretanha e Austrália

BMX Freestyle: Para quem tem mais de trinta, como quem vos escreve este post, teve o seu primeiro contato com o BMX freestyle no jogo 'California Games' que fez muito sucesso em videogames de 8 bits. Mas essa é uma das muitas das variações da categoria freestyle. As mais provaveis que sejam usadas em Tóquio são as categorias park e street, que serão usadas pelo skate em 2020, então, dá para aproveitar as mesmas pistas.

o street, como o nome já diz, é praticado nas ruas, os obstáculos são tudo o que possa ser encontrado, desde escadas, corrimãos, paredes, bancos, monumentos e etc. As manobras combinam são executadas ao se transpor algum obstaculo, e o que vale é a criatividade em cada obstáculo encontrado pelas ruas.

Já o park é praticado em percursos fechados (skateparks ou bikeparks) onde se encontram obstáculos que, inicialmente, procuravam simular os obstáculos das ruas, mas atualmente já possui um desenho próprio, com rampas para aéreos e para saltos, bancadas, muros e paredes, e possui ainda hoje algumas poucas simulações de obstáculos encontrados nas ruas, como escadas e corrimãos.

Em ambas categorias, jurados são responsáveis por avaliar as manobras e vence quem obtiver a melhor pontuação. No park, As grandes potências no esporte são a Austrália, Canadá, Estados Unidos, Grã Bretanha e Holanda.


SURTO OLÍMPICO

Foto: divulgação