Quenianos Dominam A Maratona De Nova York No Masculino E Feminino

O Quênia mostrou novamente o seu poder entre as corridas de longa distância e emplacou os vencedores da Maratona de Nova York, no masculino e feminino, neste domingo, nos Estados Unidos. Stanley Biwott foi ao lugar mais alto do pódio entre os homens e Mary Keitany, entre as mulheres.

Biwott cruzou a linha de chegada no Central Park com o tempo de 2h10min34s, com vantagem de 14s sobre o segundo colocado Geoffrey Kamworor, também do Quênia, atual campeão mundial de cross-country. Já Keitany foi ainda mais superior, pois terminou a prova em 2h24min25, mais de um minuto à frente de Aselefech Mergia, da Etiópia.

No masculino, Biwott só despontou do pelotão no trecho final dos mais de 42 km, já no Central Park, deixando para trás Kamworor e o etíope Lelisa Desisa. Esta é a primeira vitória do queniano em uma das seis principais maratonas do mundo (Tóquio, Londres, Chicago, Berlim, Boston e Nova York).

Já a prova feminina viu Keitany conquistar o bicampeonato consecutivo sem ser ameaçada, ao contrário da chegada apertada em 2014. A medalhista de prata Mergia terminou a corrida com 1mi07s de desvantagem e outra etíope, Tigist Tufa, completou o pódio.

Com sua vitória neste domingo, aos 33 anos, Keitany se tornou a oitava mulher a vencer mais de uma edição da Maratona de Nova York e a primeira a repetir o feito desde a britânica Paula Radclife, em 2008.

Com os resultados, o Quênia chegou a oito vitórias na prova feminina, ultrapassando os Estados Unidos (sete) e ficando atrás apenas da Noruega (10), enquanto que no masculino são 12 campeões do país africano contra 14 dos anfitriões.