Rio 2016 E Iaaf Garantem Disputa Limpa No Atletismo, Após Relatório Da Wada

Diante da publicação do relatório de suspeitas de casos de doping no atletismo divulgado nesta segunda-feira (9) pela Agência Internacional Antidopagem (Wada), o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 reforça o seu compromisso em promover e organizar Jogos limpos. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) assegura que serão tomados todos os esforços para garantir disputas limpas.

“Nossos atletas, parceiros e fãs têm a minha total garantia de que, quando houver falhas em nossa administração ou em nossos programas antidoping, vamos corrigi-las. Faremos o que for preciso para proteger os atletas limpos e reconstruir a confiança no nosso esporte”, afirmou Sebastian Coe (foto acima), ex-atleta Olímpico e presidente da Federação Internacional de Atletismo. Veja aqui o posicionamento (em inglês) da IAAF.

Conforme os desdobramentos do caso, a Rússia pode ficar sem representantes em competições desse esporte dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Segundo Vitaly Mutko, ministro de esportes da Rússia, o país seguirá as recomendações que forem indicadas.

"Se, com base no relatório da comissão da Wada, instâncias internacionais como a IAAF ou a própria Wada emitirem recomendações, vamos segui-las, obviamente", garantiu Mutko, em declaração à agência Interfax.

Para o Comitê Olímpico Internacional (COI), nenhuma tentativa de burlar as regras da disputa limpa será tolerada.

"Se forem confirmadas quaisquer infrações às regras de antidopagem por atletas e/ou sua equipe, o COI reagirá com a sua já habitual política de tolerância zero. No que diz respeito aos Jogos Olímpicos, o COI continuará a tomar todas as medidas necessárias para resguardar atletas limpos, esportes limpos e boa regulamentação. O COI confia que a nova liderança da IAAF com o presidente Sebastian Coe chegará as conclusões necessárias e tomará todas as medidas que precise", comunicou o Comitê Olímpico Internacional por meio de nota oficial em seu site.

O Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 endossa o posicionamento do COI quanto à realização de disputas esportivas sob as recomendações do fair play - jogo limpo.

“O Comitê Rio 2016 não vai medir esforços para garantir a realização de Jogos limpos. Vamos trabalhar com o COI, o IPC (Comitê Paralímpico Internacional) e IAAF para a proteção dos atletas limpos”, afirmou Mario Andrada, diretor executivo de Comunicação e Engajamento do Comitê Rio 2016.