Comparação Do Nível De Atividade Física Em Relação Ao Gênero De Idosos Participantes De Grupos De Convivência

Trata-se de uma pesquisa epidemiológica do tipo descritiva transversal. A população foi composta por 1 652 idosos de 37 grupos de convivência de idosos de São José - SC, Brasil. A amostra foi do tipo probabilística, com a técnica de seleção aleatória, e contou com 262 idosos participantes desses grupos. Os instrumentos de coleta de dados foram: formulário com os dados de identificação e o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ), versão 8, forma longa e semana normal. Os dados foram armazenados no programa estatístico SPSS 13.0 e tratados por meio de estatística descritiva e inferencial, para comparar as médias (teste de Kruskal-Wallis), adotando-se um grau de significância de 5%. Observou-se que, dos idosos cadastrados nos grupos de convivência, 86,7% eram muito ativos, com 83,8% dos homens e 89,5% das mulheres nesta classificação. As mulheres mostraram-se mais ativas em relação aos homens (p = 0,014), em razão, principalmente, do fato de possuírem médias de prática de atividades domésticas muito superiores às observadas neles (p < 0,001). Os sujeitos deste estudo foram classificados como “muito ativos” fisicamente. As diferenças observadas entre os gêneros apontam que as mulheres são mais ativas que os homens, sobretudo em virtude da sua maior participação nas atividades domésticas. Veja arquivo anexo.