Exercícios Intensos, Como Hiit E Crossfit, Precisam De Avaliação Prévia

Mesmo com o crescimento de modalidades mais intensas, os três recentes congressos médicos da área de exercício físico e esportes, realizados em setembro, mostraram que o público deve ter critério na escolha do que fazer. A única nova atividade que ganhou espaço na área com a uniforme concordância médica foi o HITT (treino intervalado de alta intensidade) adaptado para cardiopatas. Ele se mostrou extremamente útil na melhora da evolução e estabilidade de cardiopatias graves, como a insuficiência cardíaca.

Tudo, porém, deve ser avaliado detalhadamente pelo cardiologista atualizado. Quanto ao crossfit, os médicos, principalmente da área de ortopedia, fisiatria e do esporte, ainda têm restrições à pratica sem a devida avaliação médica. É arriscado começar numa modalidades intensa sem saber se está bem ou se teria alguma pequena lesão prévia que não se manifestou claramente.

Na verdade, somente um médico pode detectar clinicamente e com exames complementares essas anormalidades. Não preciso opinar sobre as vantagens ou desvantagens para a saúde dessa nova modalidade de exercício. Afinal, a escolha é bem pessoal, mas não se pode iniciá-la de qualquer forma.

Por isso, tanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) como a Federação Mundial do Coração e os demais órgãos norte-americanos, europeus e sul-americanos, indicam exercícios regulares, desde a simples caminhada para idosos como outras atividades populares: corrida de rua, pedalada, natação e etc.

Tudo que demandar mais intensidade e, por consequência, mais riscos á saúde, precisam de boa avaliação médica especializada. Essas recomendações não retiram da meta o crossfit, o HITT e outras novidades. Por isso, crianças devem ser estimuladas a praticar esportes coletivos mesmo se forem fazer esportes individuais (tênis, judô e outros) e lembrar que o treinamento deve ser lúdico, pois assim será benéfico para o desenvolvimento deles.

Estimular atividade física e esporte deve ser algo claro, objetivo e fácil para retardar o aparecimento das doenças degenerativas e crônicas e suas complicações, como diabetes, obesidade e problemas cardiovasculares. Muitos pacientes que começam em modalidades intensas abandonam tudo em meses e alguns em semanas.

Esse é o ponto, vamos estimular continuamente para que a população seja mais saudável, no mínimo com a atividade física regular. As outras recomendações de vida saudável virão na esteira dessas. Ou seja, alimentação saudável, manter-se ativo, sair para relaxar e viver bem. O condutor das tensões do dia a dia será esse conjunto de hábitos saudáveis.


EU ATLETA

Saúde

Foto: divulgação