Pensando No Verão: Fisioterapeuta Aconselha Quem Quer Deixar O Sedentarismo

O sedentarismo está entre os principais fatores de risco que ameaçam a saúde. Um estudo realizado na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicado, em 2015,  provou que o sedentarismo não só provoca doenças, como encurta a vida. A pesquisa acompanhou 334 mil voluntários durante 12 anos e descobriu que pessoas que não faziam qualquer atividade física, corriam mais risco de morte prematura, inclusive, do que aqueles que estavam um pouco acima do peso.

Com a proximidade do verão e do carnaval a busca pelo corpo perfeito parece colocar no topo da lista de quase todas as pessoas o item fundamental: sair do sedentarismo e começar a praticar uma atividade física. No entanto, aqueles que desejam chegar à boa forma rapidamente ou que queiram se livrar dos excessos gastronômicos cometidos nas festas de fim de ano sem paciência e parcimônia podem sofrer com consequências dolorosas, alerta o Diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, o fisioterapeuta Helder Montenegro.

- Nessa época, as pessoas correm atrás de um &39;corpo perfeito&39; de maneira &39;cega&39;. É importante destacar que exercícios sem orientação profissional ou visando resultado a qualquer custo, normalmente, levam à sobrecarga de peso e podem provocar lesões nos ombros, joelhos e lombar – afirmou o fisioterapeuta.

Exercícios físicos são importantes para a manutenção da boa saúde e da qualidade de vida, mas só se praticados de forma adequada e com orientação. Movimentos de flexão e torção da coluna na malhação, por exemplo, se não forem feitos da maneira correta podem gerar complicações e evoluir para os denominados abaulamentos discais, por consequência da degeneração dos discos intervertebrais, ou chega a causar espondilolistese – quando uma vértebra acaba deslizando sobre a outra.

 Por isso, Helder Montenegro defende como imperativo na hora de decidir iniciar uma atividade física que se tome certos cuidados. A primeira delas é que o interessado em sair do sedentarismo procure uma avaliação física prévia (clínica, cardiológica e ortopédica).

Ainda de acordo com o fisioterapeuta, outra dica essencial é que se formule na companhia de um profissional de educação física uma programação de trabalho para toda a semana. O planejamento tem como intuito assegurar o estímulo de forma equilibrada dos grupos musculares.

- Apesar de ser uma dica mais básica é sempre bom frisar a importância do aquecimento antes do início dos exercícios, já que é um cuidado que quase sempre é negligenciado na academia. É fundamental que todos tenham a consciência também que não se deve trabalhar com carga maior do que é capaz – alertar Helder Montenegro.

Para os que desejam aderir atividades aeróbicas na rotina o conselho é que se preocupe no começo mais com o tempo de treino do que com a intensidade. “O ideal é que inicie com uma caminhada moderada e permaneça nesse treinamento até a pessoa se sentir pronto para incluir trotadas”, explica.

A escolha um tênis adequada a prática é uma forma eficaz de proteger os membros inferiores dos impactos e repetições de movimentos. Para escolher o tênis, o ideal é consultar um ortopedista para que ele analise qual o seu tipo de pisadas.  Já que a supinada - quando há rotação externa excessiva do pé – e a pronada - quando há rotação interna do pé - podem influencia na postura e o uso do calçado correto consegue corrigir o desvio por meio de um mecanismo de compensação que alinha a coluna.

- Enquanto a pessoa estiver correndo, mantenha o tronco ereto, como se existisse uma linha que o puxasse para cima pela cabeça. Procure contrair levemente a parede abdominal, sem murchar ou estufar a barriga, sempre que se lembrar durante os treinos. Esses cuidados simples ajudam na prevenção contra as dores nas costas, queixa tão comum entre os corredores – alerta.

FONTE: Mixed Comunicação