Flexibilidade, Força, Equilíbrio, Perda De Peso: Oito Benefícios Do Pilates

Criado pelo alemão Joseph Pilates no início do século XX, o método que levou seu nome consiste em uma série de exercícios realizados no solo ou em equipamentos exclusivos que visam o controle do corpo e a conexão com a mente, proporcionando saúde e qualidade de vida aos praticantes. Recente no Brasil, onde chegou nos anos 2000, o pilates ainda é visto como uma prática exclusiva para mulheres, pessoas de idade ou em processo de reabilitação. Mas na verdade qualquer pessoa pode se beneficiar dos seis princípios elaborados pelo criador: concentração, centralização, controle, respiração, precisão e fluidez.

Especialista na técnica, a professora Eliane Coutinho relacionou oito principais benefícios do pilates para qualquer sexo ou qualquer idade. Confira:

1. Ganho de flexibilidade

Ao longo do tempo, perdemos flexibilidade por falta de estímulo, o que gera prejuízos musculares e articulares. Com um repertório exclusivo de exercícios que promovem grande amplitude de movimento e alongamento máximo, o pilates estimula o ganho de comprimento muscular e consequentemente promove a flexibilidade necessária para músculos saudáveis, sem dores e com pleno desempenho funcional.

2. Ganho de força muscular

A força muscular é considerada essencial para o funcionando perfeito das articulações, sustentação do corpo, performance muscular, marcha e o desenvolvimento do desempenho das habilidades motoras do indivíduo, desde a infância até a terceira idade. O pilates proporciona ganho de força de forma organizada e sem sobrecargas em todos os músculos do corpo.

3. Estabilidade articular

Uma articulação estável é uma articulação sem frouxidão. O que promove essa estabilidade articular é a força dos músculos que sustentam cada articulação. Os exercícios de pilates promovem esse ganho de força de forma organizada, com movimentos articulares funcionais, sem compressões, sem desgaste e sem dor.

4. Emagrecimento

O pilates pode ser de grande ajuda no processo de emagrecimento, especialmente para as pessoas que não gostam de praticar atividades físicas, por ser um exercício que trabalha de forma contínua e com baixa intensidade. Por ficar abaixo do limiar anaeróbio, o método utiliza a gordura como fonte de energia. Além disso, há a possibilidade de uso de cargas nos equipamentos, o que auxilia no aumento de massa muscular, que é essencial para o emagrecimento, que, com o pilates, ocorre de forma saudável e prazerosa.

5. Diminuição do estresse e da ansiedade

A prática de exercícios é essencial para controlar os níveis de ansiedade, estresse e depressão, cada vez maiores na sociedade atual. Como o pilates conecta o corpo com a mente durante os exercícios, há um desligamento dos causadores desses distúrbios. Dessa forma, o benefício é o aumento do prazer durante o exercício e o aumento da produção da serotonina, melhorando a qualidade de vida, a autoestima e diminuindo a ansiedade e outros distúrbios psicoemocionais.

6. Coordenação e equilíbrio

Ao longo da vida, o indivíduo perde a capacidade de coordenar os movimentos e o equilíbrio. Essa perda pode ser decorrente de doenças neurológicas ou apenas da perda de massa muscular, chamada de sarcopenia. O pilates desenvolve, treina e reabilita a coordenação motora, associando movimentos de membros superiores e membros inferiores, trabalhando movimentos associados, gerando benefícios, como o ganho de coordenação e equilíbrio.

7. Melhora da respiração

O método aumenta o volume de oxigênio por meio do trabalho do diafragma e também o volume da expiração. Ou seja, aumenta tanto a capacidade de inspirar, como a capacidade de expirar. Dessa forma, todas as pessoas que praticam pilates trabalham os músculos com maior aporte de oxigênio. Isso traz grande benefício para o metabolismo celular, diminuindo a acidose metabólica e as câibras, melhorando várias disfunções respiratórias, como bronquite crônica, enfisema pulmonar e asma.

8. Melhora postural

O pilates reorganiza o eixo da coluna vertebral, tratando o desequilíbrio muscular, a alteração da imagem postural, a fraqueza e o encurtamento muscular por meio da flexibilização e fortalecimento dos músculos superficiais e profundos do tronco. O método trabalha de forma dinâmica com o repertório original de exercícios no solo e nos equipamentos para promover reorganização vertebral e reequilíbrio muscular, tratando não só a alteração postural, mas o equilíbrio entre força e flexibilidade dos músculos que sustentam a coluna vertebral.


EU ATALETA

Treinos - notícias

Foto: Eu ATleta