Fisiologia Da Natação Em Doenças Respiratórias

Não é novidade para quem tem alguma patologia respiratória sofrer com o terrível e constante "cansaço", resultado de uma dificuldade respiratória. A prática de exercícios físicos – junto a outros fatores, como o próprio acompanhamento médico - contribui para reverter a situação.

A natação é o esporte mais recomendado para esses casos. Todos nós sabemos da importância da natação. Ela trabalha todos os músculos, é o esporte mais completo que existe. Além disso, pode ajudar a melhorar ou até curar alguns problemas respiratórios.

O trabalho na água aumenta a resistência do organismo, diminuindo ou espaçando as crises asmáticas. A cura da asma é muito frequente com a natação, temos grandes atletas que começaram a nadar por causa da asma e se tornaram grandes expoentes no esporte.

O asmático,, por exemplo, tem excesso de ar, não consegue expirar, se asfixia com o próprio ar. A umidade do meio líquido e a necessidade de respirar pela boca e de soltar o ar ajudam muito aos asmáticos. A pressão da água também ajuda na expiração. A posição horizontal do corpo na natação em um ambiente de alta umidade do ar produz menos ressecamento das vias aéreas, favorecendo mais o ato de respirar do que em outros esportes que aumentam a resistência das vias aéreas.

A Natação alonga toda a musculatura intercostal, abrindo e fechando as costelas, movimentando a caixa torácica através dos movimentos de braços e trabalha a musculatura abdominal facilitando a respiração diafragmática. Todos estes movimentos são coordenados com a respiração. O movimento de abrir e fechar das costelas facilita a musculatura inspiratória e expiratória, ou seja, enche os pulmões na inspiração e esvazia na expiração.

A resistência da água exige que a respiração seja mais forte para deslocar-se nela. Com isso, a respiração se torna mais ampla naturalmente, a musculatura envolvida aumenta o trabalho dos pulmões e a capacidade cardiorrespiratória. O ambiente aquático mantém as narinas úmidas, eliminando a secura normalmente encontrada na asma e nas alergias durante outras atividades terrestres.

Em pouco tempo, os resultado já podem ser notados. Com o exercício feito de forma moderada, os brônquios são dilatados e a musculatura responsável pela inspiração e respiração é fortalecida e tem suas dimensões expandidas. Essa melhoria, no entanto, não significa que o aluno esteja curado e deva encerrar a atividade, muito pelo contrário. O ideal é que a prática seja mantida, justamente por ser um esporte que só traz benefícios.

A Natação é uma grande aliada contra os sintomas de doenças respiratórias.


EDUCAÇÃO FÍSICA & ATIVIDADE FÍSICA

Natação

Foto: divulgação