Qual A Diferença Entre Bacharelado E Licenciatura?

Quando você termina o Ensino Médio (antigo Colegial), o próximo passo na carreira acadêmica é começar um curso de graduação em uma faculdade ou universidade.

Assim, a graduação é o primeiro contato que um aluno tem com a faculdade (depois ainda tem a pós-graduação, o mestrado, o doutorado, o pós-doutorado).

A graduação representa a primeira fase acadêmica que possibilita a escolha do estudante. Até a 3ª série do Ensino Médio, a educação é homogênea, ou seja, todo mundo aprende as mesmas coisas, independentemente dos gostos e habilidades específicas de cada aluno, o que pode mudar um pouco com a reforma do Ensino Médio, que está em discussão.

Mudanças à parte, o fato é que a partir do Ensino Superior, o estudante precisa escolher qual carreira seguir: Administração, Direito, Marketing, Medicina, Engenharia, História, Matemática, etc.

Existem dois tipos de graduação: o bacharelado e a licenciatura. 

Bacharelado

O bacharelado forma profissionais focados no mercado de trabalho, que desejam atuar exercendo ativamente a profissão que escolheram.

Por exemplo, um bacharel em Direito deverá focar sua carreira na atuação como advogado ou juiz. Já uma pessoa graduada bacharel em Matemática poderá trabalhar no mercado financeiro, estatístico, de análise de riscos, pesquisas, tecnologia, entre outros. Um bacharel em Fisioterapia atuará em clínicas e hospitais, tratando e prevenindo doenças e lesões dos pacientes.

Em resumo, o bacharel realiza o exercício da profissão que ele escolheu, mas não pode dar aulas.

Licenciatura

Os estudantes que optam pela modalidade Licenciatura do curso têm como objetivo aprender a ensinar o seu ofício. Ou seja, o licenciado tem permissão para dar aulas sobre o curso que escolheu, principalmente para os níveis do Ensino Fundamental e Médio.

Ao obter um diploma de licenciatura em História, por exemplo, o profissional pode dar aulas em escolas da rede pública e privada, além de aulas particulares. Por isso, as principais licenciaturas têm relação com as disciplinas ministradas na educação básica, como Física, Química, Ciências Biológicas, Filosofia, Educação Física, Ciências Sociais, Geografia, Letras, Matemática, etc.

Mas atenção! Se seu sonho é dar aulas no Ensino Superior, para isso será exigido no mínimo o diploma de pós-graduação. Os profissionais que concluem também Mestrado e Doutorado são ainda mais buscados e valorizados pelo mercado da educação.

Em resumo, se você deseja seguir a carreira de professor, comece uma graduação na modalidade licenciatura, e muito sucesso!

Apesar de toda a diferença entre bacharelado e licenciatura, alguns cursos dessas diferentes modalidades têm a mesma base curricular inicial em algumas faculdades. Ou seja, os alunos de ambas modalidades aprendem as mesmas coisas e somente a partir de um determinado ponto do curso, devem escolher se desejam seguir uma opção ou outra.

No caso da licenciatura, é partir daí que o estudante passa a cursar disciplinas relacionadas à pedagogia, didática e psicologia, para que se torne apto a ministrar aulas.

Mas há também instituições em que o candidato deve escolher qual modalidade deseja seguir ainda antes da matrícula ou do processo seletivo para ingresso no curso - o famoso vestibular. Por isso, é importante prestar atenção na hora de selecionar o seu curso.

Educação Física

É a área cujos profissionais atuam na promoção da saúde e da capacidade física por meio da prática de atividades corporais.

Para exercer a profissão é obrigatório o registro no Conselho Regional de Educação Física (Cref) de seu estado. Para lecionar em escolas é necessário o diploma de licenciatura.

O que o Bacharel pode fazer:

Condicionamento físico: auxiliar na realização de exercícios individuais como personal trainer, em clubes, academias de ginástica ou empresas.

Grupos especiais: instruir e acompanhar idosos, gestantes, adultos e crianças deficientes, cardíacos e doentes em atividades físicas que beneficiem a saúde.

Performance: orientar indivíduos e equipes nos processos de treinamento e competição nas modalidades esportivas.

Recreação: entreter hóspedes, associados e turistas em hotéis, spas, clubes, condomínios e navios.

Recuperação pós-cirúrgica: ajudar pacientes de cirurgias plásticas na realização de exercícios adequados para a recuperação pós-operatória e manutenção dos resultados obtidos.

Turismo ecológico: coordenar atividades ao ar livre, como montanhismo e exploração de cavernas.

O que o Licenciado pode fazer:

Ensino: dar aulas na Educação Infantil e nos ensinos Fundamental e Médio.

Mercado de Trabalho

A valorização do bem-estar e da qualidade de vida garante vagas para os bacharéis. Os locais que mais empregam os profissionais são as academias de ginástica. 

Como educação física é uma disciplina obrigatória nos ensinos Fundamental e Médio, o maior campo de trabalho para os licenciados são as escolas públicas e privadas. 

Outra área que continua demandando profissionais é a de condicionamento físico, onde ele pode trabalhar como personal trainer, principalmente fora das grandes capitais. “Existe uma boa procura por personal trainers para trabalhar com crianças e idosos, além de pequenos grupos de pessoas que buscam se exercitar”, diz Giulliano Esperança, membro do Conselho Consultivo da Sociedade Brasileira de Personal Trainers. 

O formando também pode trabalhar em clubes, empresas privadas – com ginástica laboral – e em condomínios e resorts, promovendo atividades esportivas e de recreação. Começam a surgir oportunidades em clínicas, hospitais e spas, que contratam o profissional para tratar do condicionamento físico dos pacientes. 

Empresas de seguro-saúde procuram o educador físico para atuar em centros de saúde preventiva. As regiões Sul e Sudeste concentram a maioria das vagas, mas também a maior concorrência. No Nordeste, o setor de turismo absorve muitos profissionais para trabalharem, principalmente, em hotéis.

Curso

Há muitas matérias da área de Ciências Biológicas, como anatomia, fisiologia e ortopedia. O aluno aprende, ainda, estatística, administração e economia, além das disciplinas específicas da área. Nas licenciaturas, a partir do terceiro ano, entram no currículo as disciplinas ligadas ao processo pedagógico, como psicologia da educação e práticas pedagógicas. Além do estágio obrigatório, algumas escolas exigem uma monografa de conclusão de curso. Atenção: algumas escolas têm foco específico, como esporte escolar (UnifacvestSC) ou saúde (USP Leste).

Duração média: 4 anos (bacharelado); de 3 a 4 anos (licenciatura).


GUIA DO ESTUDANTE

Adriana Nakamura

Foto: divulgação